Batistas: O que faz de um batista um batista?

“Antes, santifiquem Cristo como Senhor em seu coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que pedir a razão da esperança que há em vocês.”
I Pedro 3.15 (NVI)

“Eu acredito em ser cristão—eu não quero ser parte de uma denominação”. Você já ouviu uma declaração como esta? Parece piedosa, mas faz parecer que há algo de errado em pertencer a uma denominação de cristãos.

O que é uma denominação?
Às vezes as pessoas não fazem distinção entre a denominação e a organização religiosa. “Denominação” descreve um conjunto de crenças e práticas em comum de um grupo de pessoas. Denominações geralmente criam várias organizações para ajudar a cumprir seus valores e crenças. Mas organizações não são denominações, são somente uma expressão delas. Por exemplo, a Convenção Batista Geral do Texas, a Convenção Batista do Sul e a Aliança Batista Mundial não são denominações separadas, são organizações dentro da denominação batista.

Embora algumas pessoas pensem que seria ideal que todos os cristãos tivessem exatamente as mesmas crenças e seguissem as mesmas práticas, não é isso que acontece, e nunca foi. Desde o início do movimento cristão, várias opiniões existiram sobre diferentes assuntos, como a natureza da igreja, o caminho da salvação e o significado do batismo.

Denominações são um fato. Elas existem e não vão desaparecer. Na verdade, algumas, como a denominação batista, estão crescendo pelo mundo afora. E as denominações são importantes. Elas fazem uma grande diferença nas vidas das pessoas e no mundo. A denominação a qual pertence uma pessoa certamente tem impacto na sua vida. Por isso, é importante saber no que as denominações acreditam e o que praticam.

O que distingue os batistas?
Se alguém perguntar a você, “Qual é a principal distinção entre Batistas e outras denominações?” O que você diria? É o batismo por imersão das pessoas que acreditam em Jesus Cristo como Senhor e Salvador? É um compromisso forte ao conceito de sacerdórcio cristão? É a crença duradoura na liberdade religiosa?

Batistas certamente acreditam nisso. Mas cristãos de outras denominações também, apesar de em alguns casos haver um pouco de diferença de interpretação.

O fato é que não existe uma única crença ou prática que distingue os batistas dos outros cristãos. Então, o que faz um batista ser batista?

Uma combinação de crenças e práticas diferenciam os batistas dos outros grupos cristãos. Há um conjunto distinto de doutrinas e forma de governo para batistas, algo como uma receita batista. Como a maioria de receitas, cada ingrediente não é único dos batistas, mas a mistura final é distintamente batista. Apesar de alguns desses igrendientes serem parte da receita de outros grupos cristãos, nenhum outro gupo faz a mesma combinação de crenças e práticas como os batistas fazem.

Batistas vêm em uma variedade de “sabores”. Eles têm diferentes interpretações de certas questões, como a segunda vinda de Cristo, estilos de culto e de organização denominacional. Mas todos os batistas tem os mesmos ingredientes básicos. Existem certos ingredientes que precisam ser incluídos, ou a receita não produz um batista. Deixe de fora a farinha de milho do pão de milho e substitua por farinha farinha branca, e você não terá pão de milho. Da mesma forma, deixe de fora um ingrediente-chave da receita batista e você não terá um batista.

A “receita Batista”
Quais são os ingredientes principais da “receita batista?” Alguns são os mesmos de quase todas as denominações cristãs, tal qual a crença em Deus e em Jesus Cristo como Salvador. No entanto, existem crenças batistas extremamente importantes que diferem dos de outros grupos. Por exemplo, apesar de quase todos os grupos cristãos afirmarem que o batismo é importante, batistas têm uma visão diferente da maioria sobre o assunto. Nas próximas semanas essa série irá explicar a diferença e por que isso é importante.

A “receita Batista” inclui várias crenças fundamentais e doutrinas:

  • o Senhorio de Jesus Cristo
  • a Bíblia como a única autoridade de fé e prática escrita
  • competência da alma
  • a salvação do pecado e da morte eterna para o perdão e vida eterna pela fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que é o dom da graça de Deus
  • o sacerdócio do crente e todos os crentes em Cristo
  • batismo do crente
  • batismo e a Ceia do Senhor como maravilhosamente simbólicos mas não essenciais para a salvação.
  • membresia da igreja composta somente por pessoas nascidas de novo.
  • liberdade religiosa e seu corolário: a separação entre a Igreja e o Estado.

Construídas sobre o fundamento dessas crenças estão certas práticas e sistema de governo que são parte da receita batista:

  • governo da igreja congregacional sob o senhorio de Cristo.
  • a autonomia das igrejas
  • cooperação voluntária para várias causas

Intimamente ligadas a essas crenças e práticas estão algumas ênfases que caracterizam a maioria dos batistas:

  • evangelismo
  • missões
  • educação crista
  • ministério
  • preocupação social / engajamento social

Para realizar essas ênfases, os batistas foram organizados de várias formas além das igrejas locais, como associações, sociedades, convenções, parcerias, uniões e alianças. Os batistas também estabeleceram inúmeras instituições: de educação, missões, cuidado de crianças, idosos e doentes. O igrediente comum de todas é a cooperação voluntária.

Os batistas se esforçam para basear cada crença, prática, ênfase e organização nos ensinos da Bíblia. O desejo dos batistas é ser o mais próximo possível do modelo do Novo Testamento para o cristão individual e para a igreja, por meio da ajuda de Deus para intrução e poder o Espírito Santo.

Que diferença isso faz?
Que diferença faz a denominação de uma pessoa? Faz muita diferença. Há vários crentes dedicados em várias denominações, mas há crenças diferentes que temos como batistas que são convincentes para sermos parte da denominação batista. Por exemplo, batistas acreditam que a salvação é pela Graça mediante somente a fé e não Graça/fé mais o batismo, ou sacramento, ou membresia da igreja. Batistas insistem que a igreja deve determinar quem será seu pastor, ao invés de ter um pastor designado por uma pessoa ou grupo de fora da congregação local.

A denominação batista importa? Claro que sim! A denominação batista fez e continua fazendo diferença no mundo. Por exemplo, nós somos livres para adorar em nosso país, em grande parte, devido ao sacrifício e esforços não egoístas de pessoas que foram parte da denominação batista. Batistas têm defendido a liberdade religiosa para todos de acordo com sua consciência sem interferência do governo ou organizações religiosas. Eles fizeram isso apesar de perseguição. Batistas continuam trabalhando em favor da liberdade religiosa para todos ao redor do mundo.

“Como princípios batistas são peculiares aos batistas, toda igreja batista, com todos os seus compromissos, do pregador ao professor da Escola Bíblica Dominical, devem representar, na comunidade onde proclama a Palavra, algo diferente de qualquer outra congregação.”
J. B. Gambrell (1841-1921)
Pastor batista, presidente de universidade, editor,
professor de seminário e renomado líder denominacional.

Home Widget 1

This is your first home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 6th widget from the top in area 6 called Home Widget 1. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 2

This is your second home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 7th widget from the top in area 7 called Home Widget 2. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 3

This is your third home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 8th widget from the top in area 8 called Home Widget 3. Title is also manageable from widgets as well.
Top