Batistas: aplicando o evangelho

“…e o que o Senhor exige: pratique a justiça, ame a fidelidade e ande humildemente com o seu Deus”
Miquéias 6.8

Batistas declaram que os cristãos têm uma responsabilidade tanto de compartilhar o evangelho e aplicá-lo a todas as dimensões da vida. O evangelista batista Billy Graham escreveu: “Nós, como cristãos, temos duas responsabilidades. Uma delas é de proclamar o evangelho de Jesus Cristo como a única resposta para a necessidade mais profunda do homem. A segunda é aplicar da melhor maneira possível os princípios do cristianismo às condições sociais que nos cercam.”

A aplicação dos princípios do cristianismo às condições sociais requer tanto ministrar quando realizar ação social. Estes dois estão interligados mas são diferentes. O ministério inclui esforços para curar feridas espirituais, físicas, mentais e emocionais. Ação social envolve esforços para mudar as circunstâncias que causam as feridas. Ministério é corretivo, enquanto a ação social é preventiva. Por exemplo, alimentar as pessoas que estão morrendo de fome é uma forma de ministério, Trabalhar para eliminar as causas da fome é um tipo de ação social.

As bases para a aplicação do evangelho
Os esforços batistas para corrigir as injustiças no nosso mundo são baseados nas crenças batistas fundamentais, como o senhorio de Cristo e autoridade da Bíblia.

O senhorio de Cristo demanda esforços para trazer ordem social caracterizada por amor e justiça. Jesus é Senhor de tudo (João 1.3; Filipenses 2.9-11). Ele ensinou que não devemos apenas professar que Ele é Senhor (João 13.13), mas também agir de acordo com seu senhorio (Lucas 6.46). O Senhor de toda a criação deseja que nós façamos o que Ele ensina e sigamos seu exemplo (Mateus 7.21-27).

Jesus ensinou que o grande mandamento é amar a Deus e aos outros; isso oferece um padrão para viver a vida cristã (Mateus 22.36-40). Jesus anunciou seu ministério de forma que revela sua preocupação com todos os aspectos da vida (Lucas 4.18-19). Os ensinamentos de Jesus são dirigidos às instituições da sociedade, como família e governo (Mateus 19.3-12; 22.15-22). Jesus dá o exemplo de serviço sacrificial e ordena seus discípulos a carregarem sua cruz e a seguirem-no (Mateus 16.24).

A Bíblia apresenta o padrão de Deus para todos os aspectos da vida humana: indivualmente, em família, na igreja, economias e governos, e chama as pessoas a lutarem para cumprirem esses padrões.

O Antigo Testamento registra a vontade de Deus para instituições da sociedade. Os profetas condenaram ganância e injustiça pois violam a vontade de Deus. Os profetas anunciaram o grande descontentamento de Deus com aqueles que corrompiam a sociedade, oprimiam o pobre, empreendiam guerras injustas e ignoravam a causa dos excluídos. Eles convocaram esforços para erradicar as injustiças e estabelecer justiça (Jeremias 5.25-29; Oséias 6.6; Amós 5.21-24; Miquéias 6.6-8). Eles deixaram um modelo para o ministério profético do crente assim como o sacerdócio cristão.

O Novo Testamento registra que os cristãos da igreja primitiva enfatizavam a vontade de Deus por uma ordem social justa, humana e moral. Em um mundo onde os líderes do governo eram geralmente corruptos, os líderes da igreja estabeleceram o padrão de Deus para liderança funcionar em favor dos cidadãos (Romanos 13.1-7). Numa altura em que muitas pessoas, como mulheres e escravos eram tratados como inferiores, os líderes cristãos declararam a igualdade de todos em Cristo (Gálatas 3.28). O padrão social de favorecer os ricos e ignorar os pobres era condenado pelos líderes da igreja (Tiago 2.1-9)

Métodos de aplicação do evangelho
Batistas têm utilizado uma série de métodos para aplicar o evangelho a todas as dimensões da vida. Alguns deles são feitos para fortalecer as instituições primárias de ordem social, tais como a vida familiar, negócios e governo. Outros para lidar com os males da sociedade, tais como a injustiça, a corrupção e a imoralidade.

Indivíduos batistas fortalecem a ordem social ao viver de acordo com os ensinamentos da bíblia na vida diária, na família, no trabalho, na política, na igreja e no lazer, e ao se engajar para corrigir condições que prejudicam essas áreas. As igrejas batistas, associaçãoes de igrejas e convenções tentam desenvolver uma ordem social mais justa e humana através de vários esforços.

Batistas acreditam que o verdadeiro evangelismo combinado com discipulado trazem uma mudança social positiva. Ação social por si só não é evangelismo e evangelismo por si só não é ação social. Mas evangelismo que resulta em conversão pode criar nas pessoas um desejo de ajudar a melhorar as condições de vida dos outros. O verdadeiro evangelismo combinado com discipulado resulta em vidas transformadas e estas vidas ajudam a mudar o mundo.

Os batistas pregam, ensinam e escrevem para estabelecer padrões bíblicos para ordem social, para desafiar as práticas erradas e para encorajar as pessoas e organizações em ações sociais positivas. Pregadores batistas têm proclamado os ensinos bíblicos sobre mudar as condições do mundo. Autores batistas têm escrito livros sobre a necessidade de aplicar o evangelho a todas as dimensões da vida.

Batistas têm feito boicotes e manifestações públicas para trazer mudança social. Eles buscam cargos públicos e incentivam as pessoas a votarem nas eleições. Eles fazem pressão no governo para lidar construtivamente com os problemas que afligem a sociedade, como a poluição, a pornografia, a pobreza, a fome e o racismo. Eles se juntam com outras denominações e para formar organizações para lidar com problemas sociais específicos, tais como abuso infantil, negligência da santidade da vida, embriaguez e violações da liberdade religiosa.

Em alguns momentos, os batistas participaram de conflitos armados para alcançar justiça social, como no caso da Revolução Americana. Geralmente, os esforços batistas tem sido pacíficos, como atos de desobediência civil durante lutas por liberdade religiosa e campanhas por justiça racial.

Desafios para aplicar o evangelho
As tentativas para aplicar o evangelho à ordem social tem vários desafios. Quando pessoas, igrejas e outras organizações batistas se esforçam para seguir o comando de Jesus de ser sal e luz (Mateus 5.13-14), elas geralmente encontram rejeição e hostilidade. Aplicar o evangelho geralmente exige uma coragem excepcional.

Aplicar o evangelho também é difícil porque geralmente não há concordância sobre quais problemas deveriam ser confrontados. Também podem surgir divergências sobre os métodos a serem utilizados para lidar com um problema.

Alguns questionam a validade dos esforços cristãos para corrigir os males sociais. Tais dúvidas podem dificultar a aplicação do evangelho a todas as dimensões da vida.

Apatia e indiferença desempenham um papel muito grande em frustrar as tentativas de aplicar o evangelho de forma eficaz. Infelizmente, muitas pessoas deixam para os outros a difícil tarefa de lutar pela justiça no mundo.

Batistas procuram superar esses desafios de várias maneiras. Eles vão exortar as pessoas a buscar orientação e poder do Espírito Santo para escolher quais problemas sociais devem enfrentar e quais métodos utilizar. Eles Incentivam as igrejas a ensinar o que a Bíblia diz sobre aplicação do evangelho. Eles criam organizações denominacionais para lidar com os problemas sociais. Eles cooperam com pessoas de outras denominações para atacar os males da sociedade.

Conclusão
Indivíduos, igrejas e outras organizações batistas buscam aplicar o Evangelho do Senhor Jesus Cristo a todas as dimensões da vida. Batistas são ativos no evangelismo e ministério, mas também participam em acções específicas para alcançar uma ordem social mais justa e humana. Eles pagam o preço para fazê-lo porque esperam que o mundo se torne um lugar melhor, porque eles acreditam que é o ensinamento de Cristo, e que viver de tal foma revela a natureza de Cristo neles  (Gálatas 2:20).

“Certamente nós, como cidadãos cristãos, não temos o direito de nos contentarmos com nossa ordem social até que os princípios de Cristo se apliquem a toda a humanidade.”
Billy Graham
Mundo em chamas, p. 187

Home Widget 1

This is your first home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 6th widget from the top in area 6 called Home Widget 1. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 2

This is your second home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 7th widget from the top in area 7 called Home Widget 2. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 3

This is your third home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 8th widget from the top in area 8 called Home Widget 3. Title is also manageable from widgets as well.
Top