Bastistas: o sacerdócio do crente ou dos crentes?

“Vós sois uma raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, que você pode declarar as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.”
I Pedro 2: 9“Cada crente é um sacerdote, tanto para si mesmo diante de Deus e para cuidar de seus irmãos em Cristo quanto para pessoas ao redor do mundo por quem Cristo morreu.”
Nós, batistas, James Leo Garrett Jr. (editor)

Dizer que um batista é sacerdote soa estranho para alguns. Mas nós somos. Cada um de nós. Na verdade, batistas insistem que todos que creem em Jesus como Senhor e Salvador são sacerdotes, crentes sacerdotes.O conceito de sacerdórcio dos crentes é essencial para os batistas. Tal como algumas outras crenças importantes dos batistas, nós temos várias interpretações sobre o significado desse conceito, mas todos prezamos a verdade bíblica do sacerdócio dos crentes.

O que significa ser sacerdote?
Ser sacerdote envolve tanto oportunidade quanto responsabilidade. No Antigo Testamento o sacerdote ocupava um lugar especial na adoração a Deus. Os sacerdotes eram responsáveis por certos aspectos do culto, como o sacrifício de animais. Ele serviam como mediadores entre o povo e Deus.

No entanto, o sumo sacerdote, o principal sacerdote, era o único autorizado a entrar no Santo dos Santos do Templo judeu. Esse lugar especialmente sagrado era separado do resto do templo e dos outros sacerdotes e adoradores por uma grande cortina ou véu.

Com a vida, morte e ressureição de Jesus, tudo isso mudou. O sacrifício de animais já não era apropriado porque Cristo, o cordeiro de Deus, deu a si mesmo como sacrifício pelo pecado. Esse ato foi único e para sempre.

Na crucificação de Jeus, o grande véu do templo “se rasgou em dois, de alto a baixo” (Mateus 27.51), indicando que Jeus, o Sumo Sacerdote, agora mediava entre Deus e os homens. Os sacerdotes do Antigo Testamento já não eram necessários. De fato, todos os que creem em Jesus são feitos sacerdotes com acesso direto a Deus. Mediadores humanos já não são necessários. Nós podemos ir diretamente a Deus em oração, confissão, louvor e adoração. Que oportunidade!

Mas ser um sacerdote também traz responsabilidade. No Antigo Testamento, um sacerdote de certa forma representava Deus diante dos homens. Hoje, o crente sacerdote tem a responsabilidade de compartilhar seu conhecimento de Deus a outras pessoas, por palavras e ações.

O sacerdote crente tem a responsabilidade de testemunhar do amor de Deus encarnado em Jesus Cristo e demonstrar o amor de Deus ministrando às pessoas em Seu nome. Essa responsabilidade é executada de várias formas pelos batistas, como evangelismo, missões, ministério e ação social para o benefício de outros.

De onde veio o conceito de sacerdócio dos crentes?
Martinho Lutero, um líder da Reforma Protestante, está muitas vezes associado ao conceito de sacerdócio dos crentes. Lutero desafiou a ênfase da Igreja Católica Romana no papel especial dos Padres católicos.

Lutero insistiu que todo crente era um sacerdote, com direito a acesso direto a Deus. Ele não defendia a eliminação do papel dos pastores, mas dizia que todas as pessoas, não apenas pastores, tinham uma função sacerdotal.

No entanto, o conceito de sacerdócio dos crentes para os batistas não vem dos ensinamentos de Lutero ou de qualquer outro grupo cristão, mas do Novo Testamento. Baseado em várias passagens do Novo Testamento, batistas insistem que toda pessoa que crê no Senhor Jesus Cristo tem acesso direto a Deus. Cada um é diretamente responsável diante de Deus. Cada um deve compartilhar o amor de Deus.

O sacerdócio do crente
De acordo com o pensamento batista, o sacerdócio de cada crente está ligado a outro conceito, o conceito de competência da alma. Deus dá a cada um o poder de conhecer e seguir a vontade de Deus. A decisão de seguir a Cristo como Senhor e Salvador é uma decisão individual, ninguém pode tomar por outra pessoa. Ser um sacerdote crente é um dom de Deus, não uma conquista humana, vem da salvação.

Cada sacerdote crente é responsável por suas próprias ações. Os crentes podem ir diretamente a Deus como indivíduos sem a ajuda de qualquer intermediário. Indivíduos podem e devem ler e interpretar a Bíblia por si mesmos sem que as autoridades religiosas ditem no que devem acreditar.

Sacerdotes crentes são iguais entre si em Cristo (Gálatas 3.26-28). Há apenas um Sumo Sacerdote, que é Jesus Cristo (Hebreus 7.23; 8.13)

Cada sacerdote crente tem a responsabilidade de ser comprometido com Cristo e compartilhar a Cristo por palavras e boas obras. Como Pedro disse: “para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” (I Pedro 2.9).

Portanto, a igreja não tem apenas um sacerdote. Ela tem potencialmente muitos que comunicam o amor e perdão de Deus e demonstram preocupação e compaixão um pelo outro.

O sacerdócio de crentes
O Novo Testamento também fala do sacerdócio dos crentes. Sacerdotes crentes são parte do corpo de Cristo. Eles formam uma comunidade de crentes. Apesar de cada um ser responsável diante de Deus, todos estão relacionados uns com os outros como irmãos e irmãs em Cristo.

Este aspecto comunitário do sacerdócio de crentes destaca o fato de que ser cristão envolve comunhão com outros crentes. Esta comunhão trabalha para encorajar e ajudar o crente em crescimento e ministério cristão. Que triste e difícil seria viver a vida cristã isolado dos outros crentes!

Comunhão dos fiéis sacerdotes também facilita a interpretação da Bíblia e compreensão da vontade de Deus. Embora cada sacerdote crente pode e deve ler e interpretar a Bíblia por si mesmo, o crente competente e sábio vai procurar a sabedoria e entendimento de outros sacerdotes crentes. Ao estudar os ensinamentos dos crentes sacerdotes do passado e buscar a sabedoria dos do presente, as pessoas recebem auxílio em sua compreensão da Bíblia e vontade de Deus.

O modelo de igreja batista repousa sobre o conceito de sacerdócio de crentes. Uma igreja é composta de pessoas que exerceram sua habilidade de crer em Jesus como Salvador e Senhor e de se associarem voluntariamente com determinada comunidade de crentes.

Cada sacerdote crente na comunidade é igual a todos os outros. Portanto, ninguém está em posição de autoridade sobre os outros. Assim, as decisões são tomadas pela comunidade de sacerdotes que procuram conhecer a vontade do Chefe da Igreja, o grande Sumo Sacerdote, Jesus Cristo. Eles fazem isso através de oração, estudo bíblico, meditação, diálogo e decisão.

Conclusão
Então o que é? É o sacerdócio do crente ou o sacerdócio de crentes? Não é um ou outro, mas ambos.

O termo “sacerdócio do crente” comunica a ênfase bíblica sobre o indivíduo e a competência da alma. O termo “sacerdócio dos crentes” comunica a ênfase bíblica sobre a comunidade e comunhão.

Ao longo da história, em todos os aspectos da vida, houve uma tensão entre o indivíduo e o grupo. Batistas não escaparam dessa tensão. Fazemos bem quando nos recusamos a elevar um em detrimento do outro, mas ao contrário, tentamos mantê-los em equilíbrio.


Home Widget 1

This is your first home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 6th widget from the top in area 6 called Home Widget 1. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 2

This is your second home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 7th widget from the top in area 7 called Home Widget 2. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 3

This is your third home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 8th widget from the top in area 8 called Home Widget 3. Title is also manageable from widgets as well.
Top