Batistas e evangelism

“Consequentemente, a fé vem pelo ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo.”
Romanos 10.17

Os batistas são comprometidos com a evangelização, em compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo para que outros creiam em Jesus com Senhor e Salvador. O compromisso com o evangelismo como prioridade é evidente em quase todos os aspectos da vida batista.

As bases do evangelismo
O Evangelismo não é uma questão marginal mas parte integrante de quem os batistas são. A ênfase batista ao evangelismo não se baseia em nada menos do que as crenças e práticas que compreendem os distintivos batistas.

Por exemplo, a crença na soberania de Cristo é uma convicção Batista fundamental. Uma vez que Jesus é o Senhor, aqueles que o seguem deve fazer o que ele manda. Jesus ordenou: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (Mateus 28:19). Mais tarde, ele declarou: “e sereis minhas testemunhas” (Atos 1: 8). A Grande Comissão de Jesus (Mateus 22: 36-40) nos chama a compartilhar as Boas Novas sobre ele; amor ao próximo, certamente, inclui anunciar a salvação em Cristo.

Para os batistas, a Palavra de Deus é a fonte de plena autoridade para a doutrina e vida cristã. A Bíblia ensina que a salvação do poder e da penalidade do pecado, do inferno para o céu, só vem através da fé no Senhor Jesus Cristo, que Deus nos deu em Sua graça (João 3: 16-18; Efésios 2: 8-10 ). A Bíblia registra a declaração de Jesus: “Eu sou o caminho, ea verdade, ea vida; Ninguém vem ao Pai senão por mim”(João 14: 6).

A salvação não vem através de boas obras, ou pelos sacramentos, ou pelo batismo ou pela mebresia da igreja, mas somente por uma resposta de fé ao dom da graça de Deus que é a salvação por meio de Jesus Cristo. Então, a bíblia também enfatiza a importância de compartilhar o evangelho para que as pessoas possam conhecer e crer em Jesus e assim serem salvas (Romanos 10.13-17).

A salvação é um relacionamento pessoal com Jesus Cristo. Batistas acreditam que a Bíblia ensina que a salvação é experiencial, resultante de uma experiência de arrependimento pessoal do pecado e da fé em Cristo. Jesus comparou à experiência de nascer de novo (João 3: 7). A experiência não é necessariamente emocional, mas é pessoal. Ninguém pode fazer isso por alguém.

A Bíblia ensina que o evangelho é para todos, que quem crer em Cristo como Senhor e Salvador encontrará salvação (João 3.16; Romanos 10.13). Portanto, as pessoas são exortadas a crer em Cristo como Salvador e segui-lo como Senhor.

Os meios do evangelismo
Devido à importância do envangelismo, batistas usam todos os meios legítimos para incentivar as pessoas a seguir Jesus. Coerção é um meio ilegítimo de fazer com que alguém siga a Jesus. Jeses não forçou pessoas a segui-lo (Mateus 19.16-22). Para ser genuíno, a resposta ao evangelho deve ser livre e voluntária. Portanto, os batistas insistem que tanto compartilhar o evangleho quanto a resposta a ele devem ser voluntárias.

Batistas crêem que a evangelização é uma oportunidade e responsabilidade de cada crente. Embora algumas pessoas sejam dotadas por Deus como evangelistas (Efésios 4:11), todos os seguidores de Cristo devem compartilhar o evangelho. Um aspecto do ensino bíblico sobre o sacerdócio de todos os crentes é que cada crente é um sacerdote que deve ministrar aos outros, compartilhar o evangelho com eles por amor. Evangelismo é para todos, não apenas para pastores, missionários e evangelistas.

O indivíduo que compartilha o evangelho com outros desempenha um papel vital no evangelismo. Os batistas são encorajados a compartilhar seus testemunho pessoal de fé e compromisso com Cristo, em outras palavras, a serem testemunhas (Atos 1: 6-8). Igrejas, associações e convenções oferecem treinamento e incentivo para os indivíduos serem testemunhas.

Parte de compartilhar requer viver uma vida cristão positiva, que atraia outros ao evangelho. No entanto, batistas reconhecem que estilo de vida sozinho não comunica adequadamente a verdade essencial do evangelho: a vida sem pecado de Jesus, seu sacrifício de morte, sua ressurreição e a necessidade de uma resposta de fé a Ele para ser salvo. Palavras são necessárias (Romanos 10.8-17). Evangelismo envolve compartilhar o evangelho com atos e palavras.

Pregar o evangelho (II Timóteo 4.2) é uma outra forma de evangelizar.  A pregaçãos nos cultos geralmente tem uma ênfase evangelística mesmo quando a mensagem está lidando com outros assuntos. Batistas pregam em cultos evangelísticos especiais, fora dos prédios das igrejas, em lugares abertos, para encorajar as pessoas a crerem em Cristo como Salvador e Senhor.

O ensino (Mateus 28.20) para os batistas, também tem uma ênfase evangelística. Por exemplo, os batistas acreditam que a Escola Bíblica Dominical tem dupla finalidade: estudo bíblico e evangelismo. O ensino na Escola Bíblica de Férias, retiros e conferências contêm elemento evangelístico. As escolas batistas de todos os tipos existem não apenas para aducar mas também para evangelizar.

Ministério de ação social (Mateus 25.31) também envolve duplo propósito: atender às necessidades físicas, mentais e emocionais e compartilhar o evangelho. A maioria dos batistas acreditam que as necessidades não são adequedamente saciadas enquanto tanto as necessidades físicas e espirituais são satisfeitas.

Os batistas se organizam em organizações e encontros para encorajar e desenvolver o evangelismo. Por exemplo, as convenções batistas geralmente tem departamentos que conduzem as campanhas evangelísticas, ajudam igrejas e outras entidades batistas a melhorar o evangelismo e oferecem conferências para instruir e inspirar os batistas no evangelismo. Da mesma forma, muitos seminários batistas tem professores que se especializam na matéria de evangelismo.

A oração para que os cristãos compartilhem o evangelho com ousadia (Atos 4.31) e para que as pessoas creiam no Senhor Jesus e sejam salvas tem um papel importante nos esforços evangelísticos. Na verdade, oração deve sustentar todos os aspectos do evangelismo.

Obstáculos e desafios para a evangelização
A ênfase e esforços dos batistas em relação ao evangelismo não significa que não existam obstáculos e desafios. Por causa da importância vital do evangelismo para ajudar as pessoas a encontrarem salvação em Cristo, Satanás tentará frustrar os esforços evangelísticos.

Apatia e indiferença por parte dos cristãos, certamente, obstrui o evangelismo eficaz. As causas destas condições são muitas, como a imaturidade espiritual, falta de conhecimento bíblico e se desviar da Palavra.

O medo também impede o evangelismo. As pessoas temem o fracasso, o ridículo, a rejeição e até mesmo respostas hostis se elas evangelizarem. Tais obstáculos podem ser superados através do reconhecimento de que o Espírito Santo sustenta os esforços para compartilhar o evangelho (Atos 4:31). Jesus prometeu que o Espírito Santo capacitar “as testemunhas dele” (Atos 1: 8). O Espírito Santo, não a pessoa que dá testemunho, traz convicção e compromisso ao coração da pessoa perdida.

A dúvida da exclusividade de Cristo para a salvação pode sabotar os esforços evangelísticos. Universalismo (a crença de que todos acabarão sendo salvos), relativismo (a crença de que Cristo é apenas um caminho e não o único caminho para a salvação) e materialismo (a crença de que nada existe exceto a matéria em movimento e, portanto, não há salvação espiritual) prevalecem e minam o evangelismo.

Conclusão
Batistas são pessoas de evangelização por suas crenças básicas e assim usam muitos meios para compartilhar a Boa Nova de Jesus Cristo. Mas há obstáculos e desafios que frustram os esforços evangelísticos. Através da oração e crescimento espiritual em Cristo, as dificuldades podem ser superadas, e evangelismo pode se espalhar de forma eficaz.

“A grande obra de evangelização … deve ser empreendida pela igreja como igreja e tanto quanto possível, cada membro deve se juntar a ela.”
O guarda, 10 de dezembro de 1896, p. 10

Home Widget 1

This is your first home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 6th widget from the top in area 6 called Home Widget 1. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 2

This is your second home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 7th widget from the top in area 7 called Home Widget 2. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 3

This is your third home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 8th widget from the top in area 8 called Home Widget 3. Title is also manageable from widgets as well.
Top