A salvação somente pela graça mediante a fé

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.”
Efésios 2.8-9

Conversas informais, filmes, programas de TV, desenhos animados, tudo sugere que o conceito de salvação é: quando uma pessoa morre, Deus coloca na balança as boas e as más obras. Se as boas obras pesam mais que as más, a pessoa vai para o céu. Se as más obras pesam mais, a pessoa vai para o inferno. Às vezes o iferno não é nem mencionado. Em outras palavras, o esforço humano prapara o caminho para o céu ou o inferno.

O retrato bíblico de salvação é totalmente diferente. A Bíblia ensina claramente que todos pecaram (Romanos 3.23) e que a punição para o pecado é a morte eterna. Contudo, Deus em sua graça providenciou uma forma do pecado ser perdoado, o inferno evitado e o céu garantido. A forma é fé no Seu filho Jesus Cristo ( Romanos 6.23).

A salvação, segundo a Bíblia, é somente pela graça mediante a fé, não por esforços ou obras humanas (Efésios 2.8-9). Mesmo sem negar o valor das boas obras, ao longo da história os batistas têm proclamado a verdade de que a salvação é somente pela graça mediante a fé.

Apenas graça / fé para a salvação
Os batistas acreditam que a Bíblia ensina que toda a humanidade escolheu o pecado, isto é, a desobediência a Deus. A consequência para o pecado é a morte eterna. As pessoas não são capazes de salvarem a si mesmas dessa situação. Deus, por amor à humanidade, providenciou salvação (João 3.16).

O dom da salvação de Deus está disponível por meio da fé no Seu filho, o Senhor Jesus Cristo. Por sua vida e morte na cruz, Jesus oferece o caminho da morte para a vida eterna. Esse caminho é uma manifestação da graça de Deus. Esse caminho só pode ser tomado pela fé (Romanos 5.1-2).

Embora a Bíblia use diferentes palavras para descever como Jesus providenciou salvação para a humanidade caída, em cada caso a mensagem é clara: Salvação está disponível mediante a fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador. Algumas denominações incluíram batismo, membresia, boas obras e sacramentos como necessários para salvação. Os batistas insistem que salvação vem somente pela fé em Jesus, o dom da graça de Deus.

A salvação é tanto gratuita quanto cara
Enquanto batistas insistem que a salvação é gratuita, um dom de Deus, eles também alegam o seu custo. Salvação custou a Deus a morte de seu único filho. Salvação custou a Jesus a humilhação, sofrimento e morte de cruz por nossos pecados. Compartilhar a mensagem da salvação ao longo dos séculos custou a tortura, prisão e morte de muitas testemunhas. Salvação também tem um custo para quem responde com fé ao dom da graça de Deus, custa seu velho estilo de vida, a sua própria morte (Mateus 16.24-25).

Portanto, salvação deve ser levada a sério. Falar da salvação irreverentemente é negar sua imensa importância. Os batistas acreditam que o destino final de todas as pessoas dependem da sua resposta de fé ao dom de Deus, que é Jesus. Portanto, os batistas são conhecidos por seus apaixonados esforços evangelísticos e missionários.

A salvação é um processo da graça por meio da fé
Praticamente todas as declarações de fé dos batistas enfatizam que a Bíblia revela que a salvação inclui regeneração (algumas declarações usam o termo justificação), santificação e glorificação. Alguns batistas explicam dessa forma: Nós fomos salvos da punição do pecado (regeneração), estamos sendo salvos do poder do pecado (santificação), e seremos salvos da presença do pecado (glorificação) enquanto outros explicam: Nós fomos salvos, estamos sendo salvos e seremos salvos.

Qualquer que seja a forma que a verdade seja explicada, a ênfase permanece na graça e na fé. A graça de Deus capacita a pessoa a não somente começar a jornada cristã, mas também a termina-la. O caminho da salvação é percorrido pela fé (Gálatas 2.16-20).

O processo de salvação resulta em vidas transformadas, não apenas para uma projeção futura, mas para o aqui e agora. Boas obras não resultam em salvação, mas salvação resulta em boas obras (Efésios 2.10).

A verdadeira fé não pode ser forçada
Os batistas insistem que você nunca deve tentar forçar uma pessoa a acreditar em Jeus para que seja salva. Na verdade, os batistas acreditam que a fé verdadeira não pode ser coagida. Fé verdadeira deve ser voluntária.

Batistas ressaltam que Jesus nunca forçou ninguém a segui-lo. O ministério de Jesus indica que as pessoas eram livres para escolher acreditar nele ou rejeitá-lo. Apesar que Jesus claramente expor as consequências da fé ou falta de fé, ele nunca usou nenhum tipo de força quando apelava a que as pessoas o seguissem. Além disso, os discípulos de Jesus sempre tiveram fé como uma resposta voluntária ao evangelho.

Assim, os batistas insistem que as pessoas nunca devem ser coagidas a professarem fé em Jeus. Como George W. Truett observou, “Perseguição pode tornar homens em hipócritas, mas não os tornará cristãos”. Batistas tem consistentemente defendido a liberdade de escolha, ou seja, a liberdade religiosa.

Graça/Fé e soberania de Deus/Livre arbítrio humano
Enquanto batistas concordam que a Bíblia ensina que salvação é sempre e unicamente pela graça mediante a fé, eles discordam em como a graça e a fé estão envolvidas na salvação. Por exemplo, nem todos os batistas concordam quanto à relação da soberania de Deus e o livre arbítrio humano.

Alguns batistas têm enfatizado a soberania de Deus e argumentam que somente aqueles a quem Deus em sua graça predestinou para a salvação serão salvos pela fé. Eles afirmam que essa salvação não será desperdiçada. Outros batistas tem enfatizado o livre arbítrio e geralmente dizem que qualquer um que responda pela fé ao dom da salvação que vem de Deus, pode ser salvo. Alguns acreditam que essa salvação pode ser perdida.

A maioria dos batistas acredita que a Bíblia afirma tanto a soberania de Deus quanto a liberdade de escolha da humanidade. Embora essas duas verdades pareçam ser irreconciliáveis aos olhos humanos, batistas geralmente abraçam as duas sem qualquer tentativa de conciliá-las. Assim como batistas esceveram os Artigos de Fé para a Associação Batista União em 1840: “Acreditamos na doutrina da soberania de Deus e na liberdade do homem como passível de responsabilidade.” Eles tamém declararam, “Nós acreditamos na perseverança final dos santos pela graça para glória.”

Portanto, a maioria dos batistas argumentam que a pessoa tem liberdade de escolha para acreditar em Cristo como seu Senhor e Salvador ou para rejeitar a Cristo. Eles insistem que qualquer pessoa que responda com arrependimento e fé ao sacríficio expiatório de vida, morte e ressureição de Jesus pode ser salvo (I Timóteo 2.3-4; II Pedro 3.9; I João 2.2) Eles citam com convicção as palavras de Jesus “que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16). Eles também acreditam que uma vez que a pessoa foi verdadeiramente salva, ela é mantida pelo poder de Deus; isso é chamado de segurança do crente (João 10.27-30).

Conclusão
Embora nem todos os batistas concordem sobre o significado de graça e fé, todos os batistas concordam que salvação resulta somete da graça de Deus mediante fé. Salvação nunca é vista como uma conquista humana, mas sempre vista como um dom divino. Batistas por uma só voz declaram que salvação não vem por obras mas pela fé.

Então, batistas por unanimidade afirmam que o batismo, a membresia da igreja, a Ceia do Senhor e as boas obras, por mais que sejam importantes, nunca são necessários para salvação; somente graça mediante a fé é suficiente.

“O propósito de Deus para a graça percorre toda a Bíblia. De fato, as Escrituras ensinam que esse propósito redentivo vem desde a eternidade. Antes da criação um Deus onisciente sabia que o homem pecaria e precisaria de salvação. No entanto, a presciência de Deus a respeito do pecado não o causou. Ele veio através do exercício do livre arbítrio do homem.”
Herschel H. Hobbs
Pastor e teólogo batista
A Fé e a Mensagem Batista (The Baptist Faith and Message), rev. ed., p. 55


Home Widget 1

This is your first home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 6th widget from the top in area 6 called Home Widget 1. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 2

This is your second home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 7th widget from the top in area 7 called Home Widget 2. Title is also manageable from widgets as well.

Home Widget 3

This is your third home widget box. To edit please go to Appearance > Widgets and choose 8th widget from the top in area 8 called Home Widget 3. Title is also manageable from widgets as well.
Top